Gatos. Seguir por e-mail

sábado, 19 de março de 2011

Como cuidar de gatos.

Deixo algumas dicas pra quem acabou de adotar um gato (ou está pensando nisso). Todas as dicas fazem parte de minha experiência com eles (coisa de 1 ano, só). Mas lembre-se, na dúvida, consulte um veterinário. Uma consulta não vai te deixar mais pobre.
 Se o gato veio de uma ONG (e legal que sim, pois tem muitos precisando de um lar), saiba que as ONG´s na maioria dos casos, não tem condições de dar uma excelente assistência aos bichinhos, pois são muitos. Eles fazem o possível e graças a Deus que essas pessoas, super bem intencionadas, existem. Voltando aos felinos, prepare-se para as pulgas e vermes.




PULGAS:
São facilmente combatidas com anti-pulgas.
Nota: se o gato é pequenino (tipo, até umas 8 semanas de idade), fique atento pois o ideal é aplicar anti-pulgas fraco (eu usei um de spray). Saiba que aqueles de pipeta (que se aplica o produto entre a nuca e o dorso do animal) são muito fortes pra gatinhos desse tamanho. Bom, é só ler as informações do produto antes de comprar. Qualquer coisa, pergunte ao veterinário.

VERMES:
Meu veterinário receitou licor de Cacau Xavier pra gatinhos filhotes, e funcionou. Só não vá intoxicar ou matar o bicho, dando altas doses do produto pro filhote. Como minha gatinha tinha 1Kg ele receitou 1ml de 12 em 12 horas (ex. 1ml às 6h da manhã , 1ml às 6h da tarde). Tipo, se o gato tiver 0,5Kg, acho que deve dar 0,5ml/Kg. Apenas acho! Não custa ligar pro veterinário pra confirmar. Lembre-se. Apenas estou dando dicas pra quem tá viajando e é iniciante no assunto. Quanto a vermífugo em cápsula, tem que olhar na caixa do produto a dosagem /Kg.
Pra gatos adultos dê vermífugo em cápsula. Lembre-se. O que vale é o "princípio ativo" do produto e não o nome estampado na caixa (ex. "tira vermes", "exterminador de vermes", "mata vermes da vovó" etc).


Vamos agora pra ração que você vai dar seu animal. Eu, antigamente, quando era pão duro e não tinha animais, achava que era tudo a mesma coisa. Mas NÃO É!!

RAÇÃO:

Primeiramente, faça uma busca no google.com.br ou outro site de busca e digite: "piores rações para gatos" ou  "rações ruins para gatos" e veja quais são as que não valem nada. Dizem que tem ração com excesso de sal, o que pode matar seu animal depois de um tempo, dar problema nos rins do bichano etc. Depois digite "melhores rações para gatos" e veja a qual delas seu bolso se adequa (tá em dúvida, pergunte ao veterinário).  PS. dou Royal Canin e IAMS. São boas. De repente tem melhor, sei lá.
Agora, se você pode encher a cara de cerveja no fim de semana, assistir TV a cabo ou comprar um monte de roupas no shopping, não seja pão duro com seu companheiro peludo.


DIREITOS HUMANOS:
Estamos avançando quanto aos direitos dos animais mas eles ainda não tem todos os direitos expressos em lei como nós já conquistamos a alguns anos. Lembre-se de uma coisa muito importante. Gatos (e cães) tem sentimentos. Ou seja, eles ficam tristes, felizes, chateados, tem medo, fome, sentem dor, frio, calor etc. Acredito que tudo o que é instintivo em nós (tudo isso que acabei de citar como tristeza, felicidade, etc) também é instintivo neles. Ou seja, não maltrate seu animal, de comida boa a ele, brinque com ele, dê bolinhas de papel, cordões de sapato etc. E pra quem tem varanda é obrigatório ter tela (obs. gato de 2 meses passa pelo buraco da tela. Dizem: "onde passa a cabeça, passa o corpo").
E quem achou o que eu acabei de comentar uma tremenda BESTEIRA, saiba que os negros na época da escravidão eram tratados "como os animais da época". Não lí muito a respeito mas acredito que os "brancos" achavam que os negros também não tinham sentimentos etc. Ou seja, se você pensa que os animais não em sentimentos, você pode ser comparado a um "branco" da época da escravidão. (rsss, mas é verdade).


DEMAIS VACINAS:
O veterinário te entregará uma caderneta de vacinação, igual àquelas de criança. Siga. Não sai caro e é imprescindível. Tem que seguir.
No mais, um vermífugo de vez em quando será necessário pra evitar vermes (dizem que nós, humanos, também deveríamos tomar duas vezes ano ano). Um anti-pulgas também será necessário, mas só quando as pulgas aparecerem, acho.
PS. se você for ao campo, pode aplicar um anti-pulgas de três a sete dias antes de ir (três dias como mínimo pois o anti-pulgas deixa o gato meio lerdo, com sono por um a dois dias). Ouví do veterinário que grama (que não é tratada) contém "ninhos de pulgas". A verdade é que meus bichanos sempre voltam com pulgas do campo. A diferença é que, com o anti-pulgas, as malvadas morrem e sem o anti-pulgas, elas se desenvolvem.

DIA A DIA:
- Gato pequeno na sacada: eles tem medo do barulho. Leva um tempo para se acostumarem. Então, se a visita tem medo de gato, não deixe o gato na sacada e sim, vá para a sacada do apto com a visita.
- Bolinhas. Os pequenos costumam gostar. Aquelas de papel amassado então, são ótimas! E as de papel de BIS? Maravilhosas!! Cordão de sapato com ratinho na ponta também é legal. Aí vai da sua criatividade.

 - Água: Deixe um belo de um pote e troque, se possível, duas vezes ao dia.

- Água da torneira: Os meus gatos amam! Abra um pouco a torneira, coloque ele perto (terá medo no início). Faça uma concha com a sua mão, para que ele beba a água da torneira na sua mão. Vá chegando com a mão perto do fio de água. Mantenha a mão junto ao fio de água (com o focinho dele quase no fio de água). Logo ele tomará a água. Bom, se ele não tomar, não se preocupe. Melhor pra você que não terá que ficar abrindo a torneira direto... Mas não se esqueça; A torneira não substitui o pote de água. Agua da torneira é só para o dono "tirar um barato" e dizer aos seus amigos que o gato é inteligente.


-Areia: Limpe a caixinha de areia a cada dois dias, pelo menos (com a pazinha). Eu fiz o seguinte pra não ficar caindo areia fora da caixa. Coloquei uma caixa grande plástico e uma menor dentro dessa maior. Daí, se eles exagerarem quando estão tampando o cocô, dificilmente cai areia no chão.

- Banho: O meu veterinário disse que gato de apartamento quase não precisa de banho. Ora, você, o dono, sinta o cheiro do animal e tire uma das conclusões abaixo:
a) Se o felino não tiver cheiro, não precisa de banho.
b) Se tiver cheiro de ração, é que acabou de comer.
c) Se estiver com um pouquinho de cheiro ruim, dê um tempo pra ver se ele sozinho resolve, se lambendo.
d) Se estiver muito fedido, pode ser hora do banho. Leve-o a um pet-shop ou dê banho em casa, com água morna (morna não é quente nem fria).
Obs. Qual shampoo usar? Não sei. Nunca dei banho nos meus gatos. Tem gente que diz pra usar aqueles de nenê recém nascido, que não irritam os olhos. Tenho um desses e uso pra lavar as patinhas ou rabo, quando eles pisam no cocô sem querer (mas isso é raro de acontecer).
-Unhas: Gato de casa, que sai pra rua, não se corta as unhas. Como ele irá se defender? Já, gato de apartamento, que não sai, deve-se cortar as unhas. Tem tesoura pra cortar unhas de gato. Compre. A melhor hora pra cortar as unhas do bichano é quando ele estiver dormindo, pois ele está relaxado. Claro que ele vai acordar, mas está calmo e será tudo mais fácil.
Obs. Faça que as unhas saiam sem apertar muito a pata deles. Apenas encoste o suficiente, fazendo movimento com seu dedo do meio da pata para a ponta, que a unha aparece. Daí corte mas não corte muito. Cuidado. Na dúvida, pergunte a alguém.

PORTINHAS PARA GATO - CUIDADO!!!!!


Existem banheiros com portinhas de plástico. Essas portinhas não são flexíveis, na maioria dos casos. Se você comprou um banheiro desses, retire a portinha. Isso mesmo, deixe sem ela. Se quiser, recorte um saco plástico e coloque no lugar da porta (tipo, sacos de guardar alimentos no congelador, saco de lixo ou até um pouquinho mais grosso).
Essas portas, que não são flexíveis, irão um dia, com certeza, MACHUCAR OU AMPUTAR a pata de seu animal. O mesmo serve para aquelas chamadas "portinhas para gatos" que se instala na porta de vidro da sacada ou na porta de casa, para que o gato circule livremente. Se já comprou, retire a portinha (que levanta quando o gato passa e depois volta a abaixar). Deixe apenas a estrutura sem a porta.

O motivo é simples. O gato coloca a pata pra levantar a portinha. Daí ele entra. Ótimo, sem problemas. Agora, tem vezes que o gato coloca a pata na portinha e resolve não entrar. Aí é muito perigoso pois a pata dele já está apoiada do outro lado da porta, no chão. Daí pronto, ele puxa a pata e ela não sai. A pata está presa entre a portinha e a parte de baixo da portinha. Ora, o gato fica desesperado e puxa a pata cada vez com mais força. Ele irá puxar até a pata sair, mesmo que isso signifique perder parte da pata. Por isso, cuidado. Eu tenho essa portinha instalada na sacada. Deixei a armação plástica, mas sem, a porta (após meu gato prender a pata).
Se alguém de vocês teve seu gato ferido por essas portas, processe o fabricante. Você estará fazendo um bem a todos os gatos (e donos). Faça um B.O., arrume um advogado e peça todos os seus direitos (retorno do dinheiro investido, pagamento do tratamento do animal, perdas e danos sua pelo que isso pode ter causado à sua família, etc, e saiba que existe lei que protege os animais. Digo isso pois é uma vergonha esse tipo de porta estar a venda no mercado. Creio que o INMETRO ainda não cuida de produtos animais (de portinhas pra gatos com certeza não).


VIAGEM SEM O GATO:
Existe uma frase que diz: "O gato se afeiçoa muito com o lugar em que mora". Ou seja, ele ADORA sua casa, seu apartamento!
Hmmmmm......gatos odeiam pet-shop!!! Os pet-shops são barulhentos e o bichano vai ficar numa jaula sem poder correr nem fazer nada. Ué, trata-se de uma prisão!
Deixei-os em casa sempre que possível. Pague ou arrume alguém para tomar conta deles enquanto você estiver fora (o zelador, o vizinho, o filho do vizinho!). Essa pessoa apenas terá que trocar a água, dar comida e limpar a caixinha de areia. MAIS NADA. Seu animalzinho ficará ótimo. Claro que sentirá falta sua mas ficará bem pois está em casa!
Já, se você o deixá-lo num pet-shop, a verdade é que seu animal deverá voltar debilitado e talvez até soltando pelo (gatos, quando nervosos, soltam pelo). Eles também trocam os pelos de vez em quando mas, volta do pet-shop soltando pelo, com certeza é porque passou nervoso e medo lá.

CONCLUSÃO PARA OS INICIANTES:
É muito fácil cuidar de um gato. Eles não dão quase trabalho. Seu dia a dia será dar comida e água. A cada dois dias limpar a caixinha de areia  e, de vez em quando, cortar as unhas. No mais, vacinação (e depois de um ano é apenas anual, pelo que sei). Só isso. Até eu consigo cuidar bem deles....rsss.

RETRIBUIÇÃO DO GATO:
- Deixará sua casa mais agitada. Quebrará aquele clima frio, principalmente para quem mora sozinho, casais sem filhos ou aqueles em que os filhos já se mudaram, casaram etc.
- Te deixará mais calmo(a). Eles tem esse poder. Não me pergunte como...
- Te fará companhia. Trate o gato com carinho, passando a mão nele, deixando-o ao seu lado ou no colo quando assistir tv, estiver navegando pela internet ou fizer qualquer coisa sentado. Ele te retornará isso com muito carinho, passando o corpinho ou a carinha em você, buscando colo ou ficar próximo a você. Ou seja, será seu companheiro para as horas boas e ruins. O animal nunca abandona o dono.
- Crianças. Os gatos não gostam de crianças pestinhas, que não tem ainda bom senso e ficam puxando o rabinho dele. Ele acaba se afastando, ficando em um canto. Agora, se acoar o gato, vai tomar patada!! Os cachorros são mais espertos. Mordem. Por isso, eduque seu filho a respeitar o animal da mesma forme que ele respeita você e outras pessoas.

Espero ter ajudado A maior parte do que escreví é de cohecimento popular. Claro que veterinários poderão discordar de alguns assuntos. Mas é pra isso que vivemos, aprender.
Um abraço a todos!

3 comentários:

  1. Adorei o seu blog! Você expõe suas experiências de uma forma muito divertida e engraçada! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei seu post e blog!
    Estava procurando essas portinhas pra gatos e você tocou em um ponto que eu não havia pensado: que os nossos peludos podem prender a patinha nessas portas de acrílico. Mas como preciso muito de uma dessas (pois meu bebê mia muito, querendo sair ou entrar a toda hora), vasculhando na net, achei essa portinha que é maleável: www. bitcao .com. br/description.php?II=13 (tirar os espaços do link). Adorei!
    É só uma dica para as mamães desesperadas como eu e que não querem machucar seus peludinhos! :D

    ResponderExcluir